Terapia

Já nos primeiros workshops de TaKeTiNa, há 50 anos, aqueles que sofriam de doenças psicossomáticas como arritmia cardíaca, asma e enxaqueca relataram uma melhora significativa em seus sintomas. Mas foi a colaboração com médicos e cientistas no projeto de pesquisa com ritmo TaKeTiNa que levou à elaboração do primeiro projeto terapêutico de longo prazo, iniciado pelo “TaKeTiNa para pacientes com dor” do Dr. Gert Müller Schwefe em parceria com Reinhard Flatischler. Ainda que terapeutas e médicos usem TaKeTiNa em sua prática, foi o trabalho duradouro de Frank Rihm na Heiligenfelder Kliniken que finalmente levou a um treinamento estabelecido para terapeutas com ritmo TaKeTiNa. Através do trabalho recente do Dr. Ali Behzad, que usa TaKeTiNa no processo de transplante de células-tronco, o método agora será usado também no tratamento de pessoas que sofrem de formas graves de depressão.

2º Treinamento para Terapia com Ritmo TaKeTiNa 2020-2022

Reinhard Flatischler (fundador de TaKeTiNa), Frank Rihm (principal terapeuta do Fachklinik Heiligenfeld) e Bettina Berger (especialista em medicina psicossomática e psicoterapia e terapeuta docente de HAKOMI) oferecem um treinamento em terapia com ritmo TaKeTiNa® para profissionais de saúde, empoderando-os de modo que possam integrar o efeito benéfico do ritmo e do som diretamente em seu trabalho terapêutico clínico e ambulatorial. O organizador deste treinamento é a Akademie Heiligenfeld, parte das conceituadas Clínicas Heiligenfeld em Bad Kissingen.

TaKeTiNa para pessoas que sofrem de transtornos psíquicos

pelo prof. universitário Dr. Karl Dantendorfer
Especialista em psiquiatria e neurologia e presidente do “Pro Mente”, Viena
 
As pessoas que sofrem de transtornos psicológicos graves muitas vezes descrevem o próprio estado em termos como “caos”, “perda de controle” e “desordem”. As tentativas de reestabelecer a ordem por meio de esforços intensos e variados geralmente são malsucedidas e costumam levar à piora dos sintomas. Reinhard Flatischler reconheceu com clareza o ritmo como princípio essencial da ordem que existe em todos os seres vivos. Não só isso: ele também desenvolveu um processo capaz de se conectar a essa ordem.
mais...

Recentemente, presenciei o trabalho de Reinhard Flatischler com um grupo de pessoas que sofriam de transtornos psíquicos graves. Nesse trabalho, vi em primeira mão o quanto os efeitos do método TaKeTiNa podem ser positivos. Decidimos, portanto, oferecer seções de TaKeTiNa a mais pacientes no futuro próximo e continuar a realizar pesquisas científicas sobre o efeito do método. Por um lado, essa pesquisa vai se concentrar na experiência subjetiva dos pacientes; por outro, coletaremos evidências objetivas de dados como a variabilidade da frequência cardíaca e parâmetros cognitivos.

TaKeTiNa para pessoas que sofrem de doenças crônicas

pelo Dr. Michael A. Überall 
Diretor do IFNAP – Instituto de Neurociência, Algesiologia e Pediatria, IQUISP – Instituto de Gestão da Qualidade em Tratamento da Dor e Medicina Paliativa de Nuremberg
As pessoas que sofrem de doenças crônicas experimentam consequências multifacetadas e fenômenos concomitantes causados pela doença. A perda da autodeterminação é provavelmente a consequência mais significativa de qualquer doença crônica. Ela significa perder a própria capacidade de aliviar os sintomas ou de ter algum tipo de influência de cura na própria vida. A medicina convencional não tem o que oferecer para derrotar esse processo lento e persistente que é, no final, responsável pela perda completa da autonomia do paciente.
mais...

A capacidade e, metaforicamente falando, a “arte” de ajudar pessoas que sofrem de doenças crônicas sem medicamentos prescritos e outros procedimentos médicos se perdeu ao longo dos milênios de evolução humana. As consequências médicas dessa tendência são claramente visíveis: apesar de medicamentos cada vez melhores, mais potentes e mais especializados, apesar da detecção cada vez mais precoce e dos métodos de diagnóstico em evolução constante, as doenças crônicas estão em crescimento constante, especialmente nos países industrializados. Elas parecem desafiar a todos esses métodos.
 
Por sua vez, a influência do próprio paciente sobre tais doenças tem caído constantemente. Os humanos modernos se tornaram dependentes do desenvolvimento tecnocrático. Ainda que nossa disposição natural esteja incorporada no âmago, perdemos a capacidade de acessá-la para ajudar a nós mesmos e aos outros. A arte de ativar nossas habilidades inerentes desafia nosso controle consciente, um dilema que a medicina convencional prefere ocultar, porque essa mesma arte é sacrificada com prazer no altar do progresso médico e da medicina de alta tecnologia.
 
Se, em um sentido mais amplo, o termo “arte” descreve qualquer atividade baseada em conhecimento, prática, percepção, imaginação e intuição, então a arte de mostrar aos humanos outra maneira de abrir portas e de ajudá-los a desenvolver perspectivas que os tornam capazes de abandonar suas dependências e encontrar novas formas de autodeterminação deve ser uma das habilidades mais significativas que podem ser adquiridas. É incrível conhecer pessoas que têm esse talento artístico. Pessoas que não só reaprenderam a usar essas habilidades naturais, mas que também são capazes de despertar essas habilidades em outras.

TaKeTiNa é esse tipo de arte. Seu criador, Reinhard Flatischler, é um artista único. Aqueles cujos olhos e mentes estão abertos para experimentar o que TaKeTiNa pode fazer, os que conseguem presenciar pessoas com doenças crônicas recuperando a vontade de viver, descobrindo novas perspectivas de vida e, em última instância, se tornando empoderadas e autodeterminadas outra vez, reconhecem que TaKeTiNa é o resultado de um processo de inovação criativa que é, em si mesmo, a própria obra de arte.
 
Não é só por desenvolver essa obra de arte que Reinhard Flatischler merece agradecimentos. Ele também merece gratidão especial por disponibilizá-la àqueles que precisaram dela nos últimos quarenta anos, muitas vezes superando vários obstáculos para tanto. Que revelação para um sistema de saúde que é afligido por restrições econômicas!

TaKeTiNa no tratamento da dor

Entre fevereiro de 1998 e outubro de 1999, o projeto TaKeTiNa no tratamento da dor, iniciado pela Associação Alemã de Dor (DGS), foi conduzido pelo Dr. Gerhard Müller-Schwefe em conjunto com Reinhard Flatischler e professores de TaKeTiNa.